temas

Like Facebook

CartoonsFalhançosSalão de JogosSexy and HotTV onlineGifsFeed RSS

22 agosto 2013

Neste dia - 22 de Agosto


1415 - Tropas portuguesas comandadas pelo rei João I de Portugal conquistam Ceuta.

As causas e origens da conquista de Ceuta não são hoje suficientemente claras: uma das razões, a Causa Bélica, teria sido a oportunidade dos infantes (D. Duarte, D. Pedro e D. Henrique) serem armados cavaleiros por um feito de guerra. Outra, a Causa Religiosa, defendida por historiadores como Joaquim Bensaúde (1859-1951), viram na figura do infante D. Henrique um símbolo do espírito de cruzada, defendendo ter havido na génese da expansão um zelo religioso; Outra, a Causa Política, talvez a ameaça castelhana constante sobre a cidade, defendida por historiadores como Jaime Cortesão (1884-1960), que realçava o desejo da antecipação a Castela na expansão para o norte de África. Estes motivos não são incompatíveis com a Causa Económica, defendida por António Sérgio (1883-1969) e, mais recentemente, Vitorino Magalhães Godinho: Ceuta era uma cidade rica e teriam sido levados pela burguesia comercial, que queria canalizar para Lisboa o tráfego do Mediterrâneo ocidental feito por aquela cidade. Para se informar de todos os pormenores da cidade, D. João I enviou à Sicília dois embaixadores com o pretexto de pedirem a mão da rainha para o infante D. Pedro; estes na passagem colheram todas as informações sobre Ceuta.



1864 - Criação da Cruz Vermelha Internacional.

A organização foi fundada por iniciativa de Jean Henri Dunant, em 1863, sob o nome de Comité Internacional para ajuda aos militares feridos, designação alterada, a partir de 1876, para Comité Internacional da Cruz Vermelha.

A assistência aos prisioneiros de guerra teve grande avanço a partir de 1864, quando foi realizada a Convenção de Genebra, para a melhoria das condições de amparo aos feridos, e em 1899, quando foi realizada a Convenção de Haia, que disciplinava as "normas" de guerra terrestre e marítima.

Atualmente, o CICV não tem se limitado apenas à proteção de prisioneiros militares, mas também a detidos civis em situações de guerra ou em nações que violem os Estatutos dos Direitos Humanos. Preocupa-se ainda com a melhoria das condições de detenção, a garantia do suprimento e distribuição de alimentos para as vítimas civis de conflitos, a prover assistência médica e a melhorar as condições de saneamento especialmente em acampamentos de refugiados ou detidos.

Também tem atuado em assistência a vítimas de desastres naturais, como enchentes, terremotos, furacões, especialmente em nações com carência de recursos próprios para assistência às vítimas.

O Comité Internacional da Cruz Vermelha baseia-se no princípio da neutralidade, não se envolvendo nas questões militares ou políticas, de modo a ser digna da confiança das partes em conflito e assim exercer suas atividades humanitárias livremente.


1906 - Venda da primeira vitrola (gira-discos) no mundo, ocorrida nos Estados Unidos, por U$ 200
O primeiro fonógrafo, a vitrola, uma peça lançada pela empresa Victor que permitia ouvir música através de discos de vinil, apareceu no mercado, em 1906, nos Estados Unidos da América. Só em 1920 aparece o aparelho conhecido como gira-discos. Anteriormente, em 1878, Thomas Edison tinha inventado um fonógrafo em lata que, contudo, produzia um som mau e as gravações estragavam-se ao fim de um dia de uso. Alexander Graham Bell tentou a sua sorte com o grafofone, que reproduzia sons através de um cilindro de cera. Cada cilindro tinha de ser gravado separadamente, tornando inviável a produção em série de uma mesma música. Emile Berliner, um alemão que se radicou em Washington, resolveu este problema, em 1887, ao inventar o gramofone, um sistema de gravação e reprodução de som que podia ser utilizado repetidamente, permitindo a feitura de várias cópias a partir de um original. Este inventor optou também por deixar de parte os cilindros e começou a gravar em discos planos, objetos em vinil com estrias em espiral. O sistema de gravação de discos e o próprio gramofone foram vendidos à empresa Victor Talking Machine, que mais tarde adotou a designação RCA. O gramofone tocava discos de 78 rotações por minuto (rpm) através de uma agulha que transportava as vibrações mecânicas saídas do vinil para um cone que amplificava o som. A partir de 1920, surge o gira-discos, o disco fica assente numa base redonda, que roda a uma velocidade constante, 33 1/3, 45 ou 78 rpm, movida por um motor, e é contactado por um braço com uma agulha na ponta, que transmite vibrações transformadas depois em impulsos elétricos.


2004 - O roubo de "O Grito" e "Madonna"

Os dois quadros mais conhecidos do pintor norueguês Edvard Munch, "O Grito" e "Madona", foram roubados do Museu Munch, em Oslo, Noruega. Com o museu aberto ao público, dois homens armados e encapuçados entraram na instituição, mantiveram visitantes e funcionários sob ameaça e arrancaram as telas emolduradas das paredes.

Entre os visitantes, estava um produtor de rádio francês, François Castang, que prestou declarações à rádio France Inter: "É estranho como neste museu não havia nenhuns meios de protecção dos quadros, nem uma campainha de alarme", disse. "Os quadros estavam simplesmente presos à parede com arames. Bastava puxar com força para que se desprendessem, e foi isso que vi os ladrões fazerem."

Ao fim da manhã, com o museu já fechado, e depois de helicópteros da polícia terem colaborado nas investigações, as molduras das duas telas foram encontradas noutra parte da cidade. Segundo informações da polícia local, os aeroportos e os postos de fronteira terrestres do país foram entretanto informados do roubo, bem como a Interpol.


Comenta aqui em baixo, quero saber o que achas disto!!
Não sejas invejoso, e partilha com os teus amigos!!
UA-11778158-1